Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis

Resumo do livro Memórias Póstumas De Brás Cubas, De Machado de Assis, Esta obra muda o panorama da literatura brasileira com uma narrativa inusitada

Brás Cubas pertencia à elite carioca, nascido e criado sob privilégio e cuidado parental. Aos cinco anos, ele foi apelidado de “The Devil Boy”, um título que ele achava que era verdade. Ele tomou o escravo Prudencio como seu cavalo de estimação, que ele montou pela casa e chicoteou com uma varinha.

Enquanto seu pai admirava suas travessuras e lhe dava mais liberdade do que educação, a lealdade de sua mãe a Deus e ao marido o levou a memorizar alguns mandamentos e orações.

Foi companheiro de brincadeiras de Quincas Borba na escola, e o descreveu como o menino mais elegante, criativo e travesso que já conhecera.

Após um salto histórico, Brás Cubas tornou-se um “garçom lindo”, ou seja, aos seus olhos, não sabia dizer se era menino com menino ou menino com menino bonito.

Foi nessa época que conheceu seu primeiro amor, “a bela Marcella”, uma espanhola de boa família, uma amiga com dinheiro e um menino. Mas o amor não durou muito.

Europa (Resumo do livro Memórias Póstumas De Brás Cubas)

Seu pai ficou sabendo do dinheiro gasto com Marcella, uma prostituta de luxo, ficou furioso com o capricho do menino e decidiu mandá-lo para uma universidade na Europa. Marcela não aceitou a partida, e não houve despedida. Deprimido e calado, Kubas pensou em pular no mar, repetindo o nome de Marcella.

Pensando que a graduação lhe daria um grande futuro, uma posição de prestígio, foi para Coimbra.

As universidades me esperavam com suas matérias difíceis; meu estudo delas era medíocre e não perdi meu diploma de bacharel; eles me entregaram em estilo digno depois de anos de direito. Uma festa linda que me enche de orgulho e saudades – principalmente saudades.

Com diploma e sem vontade de trabalhar, Brás Cubas continuou viajando pela Europa, assistindo ao surgimento do Romantismo e escrevendo poesia na Itália.

Em suas memórias póstumas desse período, ele se lembra de quase tirar a própria vida em um burro. Resgatado por um Arrochero, ele decide recompensá-lo com as moedas de ouro que carrega consigo.

Resolvi dar a ele três das cinco moedas de ouro que carregava comigo; não porque era o preço da minha vida – não tinha preço; mas porque era uma recompensa digna de sua dedicação em me salvar.

No entanto, ao analisar as roupas do salva-vidas, ele sentiu que seu bônus era muito alto, e uma moeda de ouro era suficiente para deixar o pobre homem-mula feliz. No final, ele não ofereceu nenhuma recompensa.

De volta ao Rio (Resumo do livro Memórias Póstumas De Brás Cubas)

Brás Cubas retornou ao Rio pouco depois de receber uma carta do pai, implorando-lhe que voltasse devido ao grave estado de saúde da mãe. Após a morte de sua mãe, mudou-se para a Tijuca, onde suas atividades de luto incluíam caçar, ler, dormir e não fazer nada.

Seu pai interveio novamente na direção de sua vida e fez duas propostas: um casamento arranjado e uma carreira política.

Com a ajuda do pai, conheceu Virgínia, que testemunharia os últimos dias de sua vida anos depois, filha do conselheiro de Dutra e seu segundo amor.

Eu tinha quinze ou dezesseis anos na época; ele era talvez a criatura mais ousada de nossa espécie, e certamente a mais obstinada. (…) Não estou dizendo que entre as moças da época, o primado da beleza recairia sobre ele, porque este não é um romance em que o autor escurece a realidade e fecha os olhos para sardas e espinhas.

Então ele abraçou a ideia do pai de aumentar seu perfil através da Câmara dos Deputados e casamentos arranjados. Embora rico, Blass não tem sangue nobre, e a política é uma forma de ganhar respeito.


Prestes a iniciar os planos do pai, Brás Cubas encontra Eugênia, descrita como “minha Vênus manca”, uma jovem de olhos claros e boca fresca, de compostura nobre, porém manca. Contudo, a relação dura pouco, e logo, Brás retorna da Tijuca.


Prestes a iniciar os planos do pai, Brás Cubas conhece Eugênia, a quem descreve como “minha Vênus coxa”, uma menina de olhos claros e boca fresca, de compostura nobre, porém coxa, indicando uma deficiência em uma de suas pernas. Essa relação, entretanto, não perdura, e em breve, Brás retorna da Tijuca

Casamento

O casamento com Virgílio deveria ter acontecido o mais rápido possível, eles já eram íntimos em um mês. No entanto, a aparição de Lobo Neves mudou todo o futuro de Brás Cubas. Apoiada por grandes influenciadores políticos, Virgília queria status mais alto e se casou com Neves.

Um homem não mais esguio, menos gracioso, menos educado, menos compassivo do que eu, mas roubou Virginia e minha candidatura.

Brás Cubas vê este momento como o início de seu fracasso. Seu pai ficou chocado com o incidente e morreu quatro meses depois, entristecido por não ver o cubano em uma posição elevada.

Blass passou por sua dor novamente, ainda recluso, apenas saindo ocasionalmente. Ele aproveitou o tempo para escrever vários artigos, o que lhe rendeu uma certa reputação.

Depois de um tempo, Brás Cubas e Virgília tornaram-se amantes. Ele achou que era um momento oportuno porque eles tinham a chance de se casar e se separar sem qualquer dor ou ressentimento. Eles se amam, embora isso seja inaceitável diante de todas as leis da sociedade.

Estamos unidos como duas almas que o poeta encontra no purgatório.

Virgília está grávida do Brás, e o Brás está muito feliz com a notícia. Para ele, ela estava triste e com raiva, mas Blass acreditava que era o resultado do medo do parto e, logo depois, ela perdeu o filho.

Depois de um tempo, Quincas Borba reapareceu, agora defendendo o humanitarismo que seria o sistema filosófico destinado a destruir todos os outros sistemas.

Brás aproximou-se novamente do altar e, quando decidiu levar o compromisso a sério, Nhã-loló morreu de febre amarela aos dezenove anos. Ele se despediu com tristeza, mas sem lágrimas, e concluiu que talvez não a amasse de verdade.

Dois anos depois, Brás Cubas tornou-se deputado, cargo que não durou muito depois de seu desastroso discurso. Então ele decidiu começar um jornal contra o governo, uma campanha que durou apenas seis meses.

Morte

Pouco antes de sua morte, ele teve a ideia de uma droga nobre que acabaria com todos os problemas humanos, mas na realidade ele só queria ver as palavras impressas em jornais, panfletos e caixas de comprimidos: Emlasto Brás Cuba.

Então, minha ideia tem duas faces, como uma medalha, uma para o público e outra para mim. Caridade e lucros de um lado; assentos de candidatos do outro. Por exemplo: – o amor da glória.

Blass acreditava que a droga o colocaria em primeiro lugar entre a humanidade, além da ciência e da riqueza, porque era uma ideia real.

No final, ele confessou todas as coisas que não conseguiu, como ser famoso pelos emplastros, não saber sobre casamento e não ser pastor. Ele acreditava que, quando somava tudo, até saía com sua própria vida. No entanto, ao escrever suas memórias póstumas, Brás Cubas encontrou um pequeno equilíbrio em sua vida, não deixando herdeiro para sua insignificância.

Não tenho filhos e não transmiti o legado de nosso sofrimento a nenhum ser vivo.

Análise da obra “Memórias Póstumas de Brás Cubas”

Memórias Póstumas de Brás Cubas, escrito em 1881, foi a primeira obra realista do escritor Machado de Assis. O livro expõe a realidade da elite Carioca no século 19, onde poder era sinônimo de status.

A história começa com o fim da vida do protagonista Brás Cubas, que também deu nome à obra.

Brás Cubas foi incapaz de dizer o que realmente queria enquanto estava vivo, mas após sua morte ele falou abertamente em todos os casos. Em suas memórias póstumas, ele se expressou sem medo de que os vivos o julgassem.

Mostra claramente a verdadeira marca da elite brasileira, uma sociedade de privilégios, exploração e contradições entre ideias e atitudes.

Filme

Lançado em 2011, o filme “Memórias Póstumas de Brás Cubas” foi inspirado na obra de Machado de Assis. Com direção de André Klotzel, a comedia dramática foi premiada no Festival de Gramado.

Faça o download do livro “Memórias Póstumas de Brás Cubas”.

Quer ver ideias de TCC pronto.

Resumo do Livro Arte de Negociação

Resumo de Livro – Memórias Póstumas de Brás Cubas de, Machado de Assis